Primeiras impressões: Inari, Konkon, Koi Iroha e Pupipo!

E com este post, eu finalizo o “Primeiras Impressões” da temporada de animes – Janeiro de 2014. Clicando aqui você irá direto para a minha lista de apostas.

Inari, Konkon, Koi Iroha

Eu devo ser muito imbecil mesmo, mas pra mim, essa é a primeira Deusa otaku que conheço! VIVA O CONHECIMENTO!!

Eu devo ser muito imbecil mesmo, mas pra mim, essa é a primeira Deusa otaku que conheço! VIVA O CONHECIMENTO!!

De longe, esse foi o anime que mais me surpreendeu. Eu esperava algo do tipo Kamisama Hajimemashita (e até que encontrei um pouco), maaaaas… Não vamos comparar, né? O primeiro episódio trata de uma protagonista que vive em uma espécie de santuário com o irmão. E ela é como uma garota normal japonesa de shoujos(tirando a timidez), gentil, com algumas amigas, apaixonada pelo melhor jogador de basquete e tal. Um dia ela acaba fazendo uma bobagem e o garoto que ela gosta começa a ignorá-la, pra complicar a situação, esse garoto ainda tá afim da garota mais popular (clichê OI?), então, em um surto de tristeza, ela corre para o santuário e acaba que no fim encontra a Deusa do lugar (uma doida varrida meio-otaku), sendo que esta realiza o desejo da garota (um desejo bem imbecil: ser a tal garota popular), pois a menina salvou um dos familiares da Deusa quando esse estava em perigo.

Balanço geral: o anime é divertido, com umas doses moderadas de comédia. Tem também o drama, quer dizer, eu realmente fiquei muito triste quando a nossa protagonista presencia o garoto que ela gosta conversando intimamente com a garota popular. No mais, as personagens são interessantes, e de cara já me identifiquei com as amigas dela e com a Deusa biruta (que está bem longe de ser o Tomoe no quesito GENTILEZA). Assisti esse primeiro episódio em um dia daqueles, então não esperava muito dele. Pois não é que o bixim me surpreendeu mesmo? Hahaha! Valeu muito a pena esse primeiro ep, que mais venham!

Pupipo!

naisho-pupipo-01-a3f2a489-mkv_snapshot_02-53_2013-12-28_05-39-49Acabei de assistir o primeiro episódio de Pupipo!, e de quebra ainda assisti o segundo. E o terceiro, vai assistir, Paula? CLARO! Quer dizer, eu tenho um certo preconceito com animes de curta duração, sempre fico com aquela sensação de “Assistir pra quê? Isso não vai adicionar nada a minha vida…” Mas eu tô começando a mudar a mentalidade (para alguns animes, óbvio). O que falar de Pupipo!? Bom, cada episódio possui cerca de 4 minutos. Sendo pouco mais de 3 de história, mas diferente de Pupa, Pupipo! nos apresenta um enredo dinâmico, muita coisa acontece em um minuto só de anime, os diálogos são rápidos, as cenas bem construídas, e os pequenos detalhes parecem ter recebido uma atenção especial. E EU ACHEI ISSO FANTÁSTICO! Porque pensa, se um anime é de curta direção, então deveria pelo menos melhorar a qualidade né? E eu não sou a melhor pessoa pra falar de qualidade gráfica em animes, mas eu, como uma boa preconceituosa nesse quesito, até que gostei da atenção que eles deram a Pupipo! Não, você não encontrará cenas em HD ou cenários dignos da PA Works, mas até que dá pra levar (e se apaixonar) pela animação simples desta série. Se vale a pena? Sim… Vai que esses quatro minutos possam te divertir tanto quanto me divertiram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s